MATÉRIAS

▉ O PONTO DE ENCONTRO DOS CINEMATOGRAFISTAS DO BRASIL ▉

Loading...

quarta-feira, 8 de junho de 2011

CASAMENTO: QUE CLIENTE VOCÊ QUER?

Um espaço moderno e aconchegante atrai seu cliente e lhe rende bons lucros.
Você pode escolher que cliente você quer. Tudo vai depender da atitude e da cara que você dará ao seu negócio.  Vamos a um belo exemplo de mudança de foco. Lembra da Towner, aquele furgãozinho da Kia focado para compradores de baixa renda que precisavam de um veículo barato e de multi-uso? Vendeu muito, a fábrica ganhou muito dinheiro mas com isso teve que montar uma estrutura monstruosa para a manutenção desses carrinhos. Após uma decisão estratégica da fábrica, o foco deles mudou. A Kia abandonou o mercado de carros populares e entrou num segmento para poucos: a produção de carros de luxo e de alto padrão. Sucesso de vendas e faturamento recorde a cada novo lançamento. A multinacional coreana teve atitude, trocou de mercado e virou o jogo.
Você também pode escolher quem vai ser seu cliente.
Sala, loja ou casa. Não importa. O que interessa é seu endereço ser comercial e não residencial.
Se seu desejo é atender clientes de baixo poder aquisitivo, o investimento é proporcional ao custo final do produto. E 80% do mercado de vídeo social está focado neste segmento. Videomakers entram neste mundo pensando no negócio como um complemento de renda, um bico de final de semana ou um passatempo remunerado. Com um lucro já pequeno e dividido entre os gastos pessoais, investem em câmeras baratas que geram um produto final amador. Acabam instalando sua “produtora” num dos cômodos da casa e carimbando de vez seu perfil como de vídeo de baixo custo. Não entenda isso como um mau negócio. Nem se ofenda com minha explanação. Mesmo os trabalhos focados neste segmento são bastante rentáveis, porém o filmador, ou cinegrafista, terá que trabalhar mais por menos.
Fique atento: Quem faz a cara de seu negócio é você e não seu cliente.


Lembro quando decidi mergulhar no mundo do casamento e comecei a fazer filmagens como bico. Claro que havia paixão, dedicação e qualidade. Até porque eu tinha um pedigree que era trabalhar em uma emissora de TV. Mas como começou como um bico, eu atendia meus clientes em minha casa. A ilha de edição era no quarto do meu filho. Uma cama, brinquedos espalhados, uma mesa com dois vídeos S-VHS e uma filmadora. Só. E confortavelmente instalado em um bairro residencial num conjunto popular. Meu preço? compatível com que meu cliente via. Bom, isso foi a bastante tempo até estudar, ler muito e entender que detalhes fazem a alma do negócio. E depois mudar de mala e cuia para uma localização nobre e comercial da cidade.
Para oferecer um trabalho diferenciado e de alto valor agregado, não basta fazer um bom trabalho. Toda a estrutura deve estar em sintonia com seu produto. Um bom local de trabalho em região nobre, atendimento especializado, equipe antenada, equipamentos de primeira e um trabalho que encha de lágrimas os olhos do cliente. Saiba que acima do produto que você vende, está sua marca e atitude de vencedor. A Memory Brasil percebeu há bons anos atrás que o cliente quer ver o que há por trás das cortinas, e sempre os leva a uma visita aos bastidores da produção. Quem não se sente seguro, entregando o dia mais importante de sua vida a uma empresa que tem estrutura? Basta um rápido passeio para nosso cliente perceber que ele estará em boas mãos. Isto é estratégia.

A Memory segmentou seu atendimento. Para a área infantil chama-se Memory Kids
Por falar em marca, as produtoras mais criativas do mercado estão fugindo do velho estilo de usar o nome do fundador como marca. Estão ousando em nomes fora do padrão que ajuda, e muito, na personalidade do negócio. E dá liberdade, ao dono, de poder montar uma equipe onde ele deixa de ser o centro de tudo - o que é normal em nossa profissão. Quem nunca fechou um casamento onde o casal quer que você vá? Eles não querem a empresa atendendo. Querem você! Já pensou se naquele dia lhe der uma diarréia?

Estrutura, localização, atendimento. Tudo influencia nos valores e fechamento de negócios
Qual é o nome que passa mais poder de resultados se você fosse assinar um contrato? Nunes Filmagens (somente um exemplo. Que Nunes me perdoe) ou Etnia Filmes? É um conceito antecipado (pra não dizer preconceito) ou uma percepção de criatividade antecipada? Cada vez mais nomes criativos e de atitude invadem o cenário audiovisual. Essa é a personalidade que marca seu negócio e que pode ser reconstruída caso algo dê errado. Um nome próprio, de família, pode ter máculas eternas.
Pense nisso.
...

● Quem está aqui agora

● Estamos chegando a 2 milhões de acessos!

Twitter Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Download from Blog Template