MATÉRIAS

▉ O PONTO DE ENCONTRO DOS CINEMATOGRAFISTAS DO BRASIL ▉

Loading...

segunda-feira, 22 de outubro de 2012

LEDS W160 E W260

LEDS chineses cada vez melhores e mais baratos.


Com os custos da energia politicamente correta cada vez mais em conta, a cada dia que passa novos modelos de iluminadores a LED invadem o mercado. Grande maioria produzidos do outro lado do mundo, pelos chineses. Um cuidado que todo usuário de luz fria deve ter é quanto a eficiência luminosa que estes produtos devem oferecer. E a facilidade de operação durante uma gravação.
Nesta semana recebi de Lucas Lapa dois belos modelos de LED para um review completo. O Pro LED W160 e Pro LED W260, ambos da fabricante chinesa Wansen Digital.

LED W160
Equipado com 160 LEDs que produzem uma luz branca e extremamente limpa, este modelo oferece temperatura de cor de 5600K, com 1280 lux reais. Acompanha na embalagem dois filtros. Um fosco e um âmbar. Para facilitar  o entendimento do uso do lux, a potência máxima é obtida conforme o LED fica próximo ao assunto. Desta forma temos essas condições:
1280 Lux (1m)
320 Lux (2m)
160 Lux (3m)
80 Lux (4m)
W160 (menor) com o W260 (mais encorpado)

A luz do W160 não possui aquele efeito de flicker que costuma produzir serrilhados e tremidos nas imagens e conta um dimmer na parte traseira que permite regular a potencia de luz entre 25 a 100%. Esse dimmer é com botão giratório, que facilita a operação enquanto se grava as cenas.
Possui dois tipos de fixação: Uma direta no corpo do iluminador onde pode-se fixar na base de um tripé de luz e outro soquete de alumínio para encaixe direto na sapata da câmera.
O corpo do iluminador é totalmente de plástico mas possui resistência suficiente para resistir a uma queda, por exemplo, a um metro do chão.

Alimentação Diversificada, onde pode-se usar baterias Sony da Série NP-F (F970,F770,F570...), Série NP-FM (Fm50,Fm70,Fm90...), Série NP-FH (FH50,FH70,FH100...), Série NP-FV (FV50, FV70, FV100...), Panasonic (CGR-D16S, D54S...) com adaptador, ou 6 Pilhas AA.

Filtros âmbar para ajustes de temperatura de cor

Apenas um incomodo eu verifiquei neste modelo. O encaixe rápido da bateria Sony não é tão rápido assim. Deve-se tirar uma moldura de acabamento para se colocar a bateria, tendo o cuidado para checar se ela realmente ficou presa. Com um pouco de treino consegue-se uma troca bem rápida. Mas confesso que eu me atrapalhei um pouco.

Dimmer para ajuste de intensidade de luz


Teste de luminosidade com ambiente totalmente escuro (By Lucas Lapa)

Comparativo entre o W160 e outros modelos
LED W260
Este outro produto é mais bojudo e com porte mais largo que outros iluminadores. Possui 260 LEDs  de cor branca e com aspecto bem natural, sem aquela impressão de que a luz é branca demais que até parece azul. Corresponde a uma luminária de 400w com geração de 2400 lux de acordo com a tabela abaixo:

2400 Lux (1m)
600 Lux (2m)
300 Lux (3m)
150 Lux (4m)

Ambus usam pilhas AA e baterias Sony NP

Igualmente ao modelo anterior, este também possui dois tipos de fixação: Uma direta no corpo do iluminador para fixar na base de um tripé de luz e outro soquete de alumínio para encaixe direto na sapata da câmera. Neste teste não presenciei o efeito de flicker, usando uma filmadora Sony NX5 e uma Canon 5D mark II.
A alimentação também é diversificada, com uso para as baterias Sony série NP ou 6 pilhas AA. Em ambos os casos os dois modelos me surpreenderam pela autonomia da iluminação. Você faz um casamento completo, com cerimônia e recepção, sem necessidade de troca da bateria. Claro que, nos momentos de pausa, você deve desligar ou trabalhar com o dimmer em meia carga.

A moldura atrapalha um pouco um engate rápido da bateria

O W260 possui dois filtros. Um branco e um âmbar para alteração de temperatura de cor. Neste modelo especificamente, o encaixe é diferente. É pela frente dos LEDs com uma leve pressão de encaixe tipo click.
Uma deficiência de operação foi constatada por um de meus videomakers: ao ligar o LED, ele não entra em modo de iluminação. O dimmer é ativado no modo Zero. Então deve-se pressionar um botão de pressão até a luz ficar ativa. Basta desligar para novamente ter que fazer o mesmo processo. Um incomodo para quem não quer ficar apertando botão demais na hora de gravar.
Porém a claridade e abertura lateral gerada pelo LED atendem a todas as expectativas de se ter uma boa luz durante uma gravação.

Teste de luminosidade com ambiente totalmente escuro (By Lucas Lapa)

Comparativo entre o W260 e outros modelos
Conclusão
Para quem ainda possui filmadoras com necessidade de muita luz, o W260 pode atender razoavelmente bem e de forma barata as limitações do equipamento. Antes, modelos mais potentes estavam disponíveis apenas para marcas como COMER e SONY com os preços acima de mil reais. Agora não. Com faixa entre 150 a 300 reais pode-se adquirir bons iluminadores e aposentar, de vez, cabos e extensões, que por incrivel que pareça, ainda faz parte da realidade de muitos cinegrafistas em atividade. Ninguém merece.
Pode-se ainda, adquirir ainda o modelo W160 para uso em tripé e funcionar como luz de rebate ou de recorte, com a comodidade da independência total de energia das tomadas. Pode-se fazer uma boa luz, só com baterias, em qualquer lugar que se achar necessário.

Modelos de teste: W160 e W260
Ideal para: Filmadoras e DSLR
Como usar: Na sapata da câmera ou em tripés de luz
Alimentação: Múltiplas fontes

...






● Quem está aqui agora

● Estamos chegando a 2 milhões de acessos!

Twitter Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Download from Blog Template